Pernambuco.com



Pesquisa personalizada



Publicidade

Professor pernambucano morto nos EUA é enterrado em Carpina
Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
12/04/2009 | 17h32 | Despedida

Compartilhar no Facebook  Compartilhar no Twitter Enviar por e-mail Imprimir

Foi enterrado no fim da tarde deste domingo em Carpina, na Zona da Mata do estado, o corpo do professor de matemática pernambucano e pós-doutorando Almir Olímpio Alves, 43 anos, uma das 14 vítimas do massacre que ocorreu no início deste mês na cidade de Binghamton (EUA). Imagem: Cecilia de Sá Pereira/AquiPE/D.A Press
Imagem: Cecilia de Sá Pereira/AquiPE/D.A Press
Foi enterrado no fim da tarde deste domingo em Carpina, na Zona da Mata do estado, o corpo do professor de matemática pernambucano e pós-doutorando Almir Olímpio Alves, 43 anos, uma das 14 vítimas do massacre que ocorreu no início deste mês na cidade de Binghamton (EUA). Imagem: Cecilia de Sá Pereira/AquiPE/D.A Press

Foi enterrado no fim da tarde deste domingo em Carpina, na Zona da Mata do estado, o corpo do professor de matemática pernambucano e pós-doutorando Almir Olímpio Alves, 43 anos. Almir foi uma das 14 vítimas do massacre que ocorreu no início deste mês na cidade de Binghamton, no Estados Unidos. O professor deixa mulher, a também professora de matemática Márcia Pereira Lins Alves, e um filho adolescente. O enterro mobilizou a cidade.

 

O pernambucano fazia seu pós-doutorado na universidade instalada na cidade e participava das aulas de conversação em inglês ministradas na American Civic Association, palco de um massacre praticado pelo vietnamita Jiverly Wong, de 41 anos, que invadiu o prédio e abriu fogo contra alunos e funcionários do centro na tarde do dia 3 deste mês.

 

De origem humilde - seus pais eram agricultores - Almir, natural de Carpina, na Zona da Mata de Pernambuco, havia concluído seu mestrado e seu doutorado na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e realizava o grande sonho de complementar sua formação fora do país. Ele estava nos EUA desde setembro do ano passado trabalhando no seu projeto de pós-doutorado e deveria retornar ao Brasil nos próximos meses. O pernambucano ministrava aulas na Faculdade de Formação de Professores de Nazaré da Mata, vinculada à UPE.

 

Após a missa de homenagem ao professor realizada na manhã deste domingo na reitoria da UPE, no Recife, e acompanhada com emoção por dezenas de alunos e funcionários da UPE, o corpo seguiu para Carpina, onde familiares do professor – incluindo os seus pais idosos – acompanharam o sepultamento.

 

Da Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR



Galeria de imagens
Veja a galeria do dia





Outras notícias





Conheça o Pernambuco.com
Últimas | Cidadão repórter | Divirta-se | Promoções | Gastrô | Turismo | Tecnologia | Pernambuco.cão | Mundo Ela | Cadastro | Quem somos
 Diario de Pernambuco | Aqui PE | Clube FM | Rádio Clube AM | TV Clube | Superesportes | Vrum | Lugar Certo | Admite-se
Copyright - Pernambuco.com | todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo desta página sem a prévia autorização | faleconosco@pernambuco.com