Últimas Diversão Comunidade Tecnologia Esportes Turismo Quem Somos
Diario de Pernambuco TVGuararapes Radio Caetés Rádio Clube
Edição de Sábado, 3 de Janeiro de 2004 
Economia | Código será obrigatório em interurbano de celular
   DIARIO
   Índice Geral
   Expediente
   Ed. Anteriores
   Assinaturas
   História
   CADERNOS
   Política
   Brasil
   Mundo
   Economia
   Esportes
   Vida Urbana
   Viver
   SUPLEMENTOS
   Revista da TV
   Empregos
   Viver Mulher
   Viagem
   Informática
   Carro
   Imóveis
   Saúde

    SERVIÇOS

   Loterias

ECONOMIA
Código será obrigatório em interurbano de celular
Ligações feitas sem número de operadora não serão completadas
Por determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a partir de amanhã todas as chamadas de longa distância realizadas nos celulares do Serviço Móvel Pessoal (SMP) sem a utilização do Código de Seleção de Prestadora (CSP) não serão completadas. Desde julho as ligações feitas sem o código da prestadora estavam sendo feitas normalmente, mas agora acabou o período chamado de duplo convívio.

  Como já acontece com a telefonia fixa desde 1999, o CSP deve ser usado nos casos em que o código de área do celular para onde o usuário deseja falar seja diferente do código de área de onde ele estiver. Se o usuário está no Recife (código de área 81) e quer ligar para um telefone móvel ou fixo de São Paulo (código de área 11), deve teclar zero + código da operadora + código de área + número do telefone.

  As novas regras valem para os clientes de todas as operadoras que tenham migrado do Serviço Móvel Celular (SMC) para o SMP, como a TIM Nordeste e a Claro (ex-BCP Nordeste). Os da Oi, que nasceu SMP, já eramobrigados a discar o código de longa distância. Não precisam discar o CSP os usuários da BCP São Paulo, Telemig Celular (MG), CTBC Celular (MG) e Amazônia Celular. De acordo com a Anatel, o novo sistema permitirá maior concorrência entre as operadoras, com tendência à redução dos preços das chamadas.

  Segundo dados do Centro Estratégico de Coordenação (CEC), criado para fazer o acompanhamento on line do processo de introdução do CSP, cerca de 83% das chamadas de longa distância feitas pelo celular já são realizadas de forma correta. Assim, apenas 17% de todas as ligações correm o risco de não serem completadas a partir deste domingo. É aconselhável que quem ainda não tenha reprogramado a agenda do seu aparelho deve fazê-lo para simplificar a discagem.

  Na área 10, que engloba os estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí, os usuários de celular têm à disposição seis códigos de longa distância: 21 (Embratel), 23 (Intelig), 85 (Vésper), 31 (Telemar/Oi), 36 (Claro) e 41 (TIM).Este último é exclusivo para clientes da operadora. Nos demais casos, é recomendável procurar se informar sobre quais são as tarifas mais baixas no momento da ligação.

  Pelo sistema anterior (SMC), era a própria operadora que fazia essa escolha, mediante contratos bilaterais fechados com as prestadoras de longa distância. A Anatel acredita que com o CSP haverá uma guerra pela conquista e manutenção dos clientes. O mercado de longa distância para celulares é bastante apetitoso. Movimenta cerca de R$ 230 milhões por ano. (M.B.)

 
        Escolha aqui um canal do Pernambuco.com:
quem somos | contato comercial | sua opinião sobre o portal
Copyright 2003 - Pernambuco.com | todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo desta página sem a prévia autorização | faleconosco@pernambuco.com