Edição de Sexta-Feira, 26 de Setembro de 2003
 
Início Diario de Pernambuco Vida Urbana Dois Araquan morrem em assalto

Diario

Índice Geral
Expediente
Ed. Anteriores
Assinaturas
 

Cadernos

Política
Brasil
Mundo
Economia
Esportes
Vida Urbana
Viver
 

Suplementos

Revista da TV
Empregos
Viver Mulher
Viagem
Informática
Saúde
Carro
Imóveis
 

Serviços

Loterias

 

Vida Urbana

Dois Araquan morrem em assalto

Agentes da Polícia Federal surpreenderam bando que se preparava para atacar banco no interior da Bahia

Foragido desde o dia 8 de maio de 2001, quando escapou com mais 18 presos da Cadeia de Salgueiro, Juciclédio Nascimento dos Santos, 28 anos, conhecido como Clayton Araquan, foi morto ontem por agentes da Polícia Federal no município baiano de Pilão Arcado (a 765 quilômetros de Salvador). Acusado de vários assassinatos e de controlar o tráfico de armas e de drogas no Sertão pernambucano, ele foi surpreendido quando se preparava para assaltar a agência do Banco do Brasil com o primo Walter Araquan e mais quatro comparsas. No tiroteio, Walter também foi morto.

  A Polícia Federal registrou uma morte - Klaus Henrique Teixeira de Andrade, que operava a metralhadora do helicóptero - e três feridos entre os cerca de 40 homens que participaram da operação. O pedreiro Pedro Coelho, que fazia uma reforma na agência bancária, também foi baleado e não resistiu aos ferimentos. Os agentes Henrique Terêncio da Cunha Silveira, Orlando Tolentino e um identificado apenas como Aziz foram encaminhados para o Hospital Geral de Urgência de Petrolina, em Pernambuco. Os outros quatro assaltantes estão foragidos.

  A Polícia Federal vinha monitorando as ações do bando comandado por Clayton Araquan e tomou conhecimento de que ele pretendia assaltar ontem a agência do Banco do Brasil em Pilão Arcado. Para realizar a captura do grupo, a superintendência da PF na Bahia contou com o reforço de agentes de Pernambuco, lotados em Salgueiro, e da coordenação geral de aviação em Brasília, que disponibilizou uma equipe e um helicóptero. Clayton, Walter e os outros quatros assaltantes chegaram ao banco, por volta das 11h30, em dois veículos. Ao tentar entrar na agência, receberam voz de prisão na rua. Fortemente armados, reagiram à investida dos agentes da PF, iniciando o tiroteio.

  De acordo com a delegada de plantão da Polícia Federal em Juazeiro (BA), Karine Almeida Weh, os agentes estavam à procura de roças de maconha nas ilhas do Lago de Sobradinho quando souberam da intenção de Clayton Araquan. Os três policiais feridos estão fora de perigo.Henrique Terêncio, 29 anos, é lotado na unidade de Salgueiro enquanto Orlando Tolentino, 32, trabalha no departamento de Juazeiro (BA). Já Aziz veio de Salvador para reforçar a operação.


Leia Mais...

Quadrilha usava armas pesadas

Plantio de maconha apreendido







 

 
 
Sua Opinião


Copyright 2001 - Pernambuco.com

Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo
desta página sem a prévia autorização.
diario@dpnet.com.br