Edição de Terça-Feira, 5 de Agosto de 2003
 
Início Diario de Pernambuco Vida Urbana Comerciante assassinado em Macaparana

Diario

Índice Geral
Expediente
Ed. Anteriores
Assinaturas
 

Cadernos

Política
Brasil
Mundo
Economia
Esportes
Vida Urbana
Viver
 

Suplementos

Revista da TV
Empregos
Viver Mulher
Viagem
Informática
Saúde
Carro
Imóveis
 

Serviços

Loterias

 

Vida Urbana

Comerciante assassinado em Macaparana

LATROCÍNIO

O comerciante Antonio de Moraes Andrade Filho, 60 anos, tio do deputado estadual e ex-secretário de Segurança Pública de Pernambuco, Antonio Moraes, foi assassinado na manhã de ontem, no município de Macaparana - Zona da Mata Norte, a 141 quilômetros do Recife - depois de ter reagido a um assalto. Dono de uma rede de postos de gasolina, ele foi alvejado com seis tiros momentos depois de chegar, por volta das 5h30, a um dos seus estabelecimentos no centro da cidade.

  O comerciante estava no interior da loja de autopeças, que mantém no local, quando foi abordado por três homens que lhe tomaram o malote onde havia a quantia de R$ 400,00. Antonio foi morto com dois tiros no peito e quatro no abdômen. Segundo a polícia, os disparos foram feitos no momento da fuga dos ladrões, quando o comerciante acionou uma campainha para chamar os funcionários do posto.

  "Esse era um gesto que ele fazia comumente e os bandidos acharam que ele estava chamando a polícia", informou o delegado de Macaparana, Sérgio Fernandes,que conseguiu prender, junto com o delegado regional Odívio Pessoa de Vasconcelos, os responsáveis pelo latrocínio - o menor J.S.R., de 16 anos, Charles Soares da Rocha, 18 anos, e Andreógenes da Silva, todos residentes em Boa Viagem, no Recife.

  A polícia prendeu também duas pessoas residentes em Macaparana, o menor R.A.S., de 16 anos, e o vigia Manoel Domingos de Souza, 44 anos, acusados de repassarem informações sobre a vítima e darem apoio para os assaltantes. "Os ladrões estavam na cidade desde o domingo e passaram a noite na casa do Manoel", informou o delegado.

  Após cometer o crime, os três fugiram a pé em direção à zona rural do município de São Vicente Férrer, onde foram localizados. Em depoimento à polícia, J.S.R. e Charles, presos logo cedo, afirmaram que os tiros foram disparados por Andreógenes. Os três estavam em fuga quando se depararam com o delegado regional de Macaparana, Odívio Pessoa de Vasconcelos. J.S.R. se entregou enquanto os outros dois fugiram. O último a ser preso e levado paraa delegacia foi Andreógenes, localizado com a ajuda do helicóptero da Secretaria de Defesa Social com o revólver calibre 38 utilizado no assalto.

  Antonio era solteiro e possuía três postos de gasolina no município. Temendo uma tentativa de linchamento, o delegado Sérgio Fernandes decidiu transferir os três para a delegacia de Nazaré da Mata. O comerciante foi velado na casa dele e sepultado às 17h no cemitério da cidade.

Comentários dos leitores

"Assassinatos, estupros, sequestros, assaltos, etc. Morreu o primo do Governador, tio de um Deputado, será que o chefe do governo vai ficar ainda de braços cruzados? Segurança JÁ.", Marcos (Marcevan@ibest.com.br), por e-mail.








 

 
 
Sua Opinião


Copyright 2001 - Pernambuco.com

Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo
desta página sem a prévia autorização.
diario@dpnet.com.br