Edição de Terça-Feira, 25 de Junho de 2002
 
Início Diario de Pernambuco Vida Urbana Ginásio Pernambucano reabre as portas

Diario

Índice Geral
Expediente
Ed. Anteriores
Assinaturas
 

Cadernos

Política
Brasil
Mundo
Economia
Esportes
Vida Urbana
Viver
 

Suplementos

Revista na TV
Empregos
Viver Mulher
Viagem
Informática
Saúde
Carro
Imóveis
 

Serviços

Loterias

 

Vida Urbana

Ginásio Pernambucano reabre as portas

Investimento da ordem de R$ 4,3 milhões tenta restaurar o GP como escola de referência no Estado

O Ginásio Pernambucano reabre suas portas hoje, após quase dois anos de reformas bancadas pela iniciativa privada. Foram R$ 3 milhões de investimentos na parte física do prédio e outros R$ 1,3 milhão para compra de equipamentos, numa tentativa do empresariado nacional de recuperar a antiga glória daquele que já foi um dos colégios mais tradicionais do País. A retomada das aulas só acontece em 2003, mas até lá o GP estará aberto à visitação e terá suas salas utilizadas na discussão sobre o modelo pedagógico e de gestão a ser implantado, bem como cursos de capacitação.

  O novo GP vai contar com 16 salas de aula, cada uma com capacidade para 45 estudantes. Todas serão equipadas com computador conectados entre si e ao Museu de Ciências Naturais, à biblioteca e aos laboratórios de informática, de multimeios e de línguas, para que possam ser realizadas consultas em tempo real e aulas mais interativas. Além destes espaços, há ainda um auditório e um salão nobre. Com a retomada da qualidade física, os investidoresesperam também uma recuperação da qualidade pedagógica, para que o Ginásio volte a ser referência na educação de jovens.

  A unidade passará a oferecer apenas o Ensino Médio, com cerca de 1,8 mil vagas. De acordo com o secretário de Educação do Estado, Chico de Assis, os alunos da rede pública serão submetidos a um exame de seleção que decidirá quem poderá estudar no novo GP. "Todos terão chances, não só aqueles que já eram alunos do Ginásio antes da reforma. Mas as vagas são destinadas exclusivamente aos estudantes de escola pública", declarou. Os professores também serão selecionados pelo grau de capacitação, dentre os melhores profissionais da Secretaria Estadual de Educação.

NOVO ESPAÇO - Os alunos restantes - antes de fechar as portas, o GP contava mais de 3 mil estudantes, do Ensino Fundamental ao Médio - vão continuar tendo aulas no antigo prédio da Faculdade de Engenharia da UFPE, na rua do Hospício. De acordo com o secretário de Educação, ele também deve passar por uma reforma e se transformar numaunidade de ensino separada do GP, com a denominação Colégio Estadual de Pernambuco. As próprias empresas que investiram no ginásio também bancariam esta recuperação.

  O modelo pedagógico, assim como a direção do novo GP, ainda será estudado. Para definir questões como esta, o será criado um conselho do qual participarão, além de funcionários do Governo do Estado, representantes das empresas que investiram na recuperação. "Daremos um novo caráter à gestão do Ginásio, com uma ampla participação da sociedade", declarou Chico de Assis. A cerimônia de inauguração acontece às 11h, num evento aberto ao público.


Leia Mais...

Descobertas marcantes

Acervo reúne patrimônio







 

 
 
Sua Opinião


Copyright 2001 - Pernambuco.com

Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo
desta página sem a prévia autorização.
diario@dpnet.com.br