Edição de Quarta-Feira, 29 de Maio de 2002
 
Início Diario de Pernambuco Vida Urbana Paulista é preso com dois quilos de crack

Diario

Índice Geral
Expediente
Ed. Anteriores
Assinaturas
 

Cadernos

Política
Brasil
Mundo
Economia
Esportes
Vida Urbana
Viver
 

Suplementos

Revista na TV
Empregos
Viver Mulher
Viagem
Informática
Saúde
Carro
Imóveis
 

Serviços

Loterias

 

Vida Urbana

Paulista é preso com dois quilos de crack

Droga apreendida no Cabo estava escondida em caixas de sapato

A primeira apreensão de crack realizada pela Polícia Federal, este ano, aconteceu no Cabo de Santo Agostinho, na segunda-feira. Agentes flagraram o paulista Alexandre Augusto Rodrigues Licínio, 32 anos, portando dois quilos de crack escondidos em duas caixas de sapato. Segundo o superintendente da PF, Wilson Damázio, Alexandre atuava apenas como mula, ou seja, como transportador do produto para o traficante. O acusado informou à Polícia que iria entregar a droga a um homem identificado apenas como Presley, morador do Cabo. A última apreensão de crack feita pela PF aconteceu em novembro do ano passado, quando foram localizados nove quilos do produto em Jaboatão.

  Alexandre revelou que essa já era a segunda vez que trazia crack para a mesma pessoa e que ganhava R$ 1.200,00 por cada viagem. O crack era distribuído por Presley em toda a RMR. Os agentes informaram que Alexandre foi flagrado depois de descer de um ônibus atrás do Hospital Santa Helena. O acusado veio de São Paulo e desembarcou na última segunda-feira em Pernambuco.

  O preso confessou que a droga foi retirada de uma mala no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo. Alexandre havia combinado entregar a droga no ponto de ônibus onde terminou detido. Os policiais conseguiram um mandado de busca e apreensão contra Presley, mas ele terminou escapando. Na casa dele, os agentes encontraram um revólver Taurus calibre 38 que foi apreendido.

  O paulista foi autuado em flagrante na sede da PF pela delegada Fátima Rolim e vai responder a processo por tráfico, podendo pegar de 3 a 14 anos de prisão. Depois de passar por um exame de corpo de delito, ele foi encaminhado para o Presídio Aníbal Bruno.

MACONHA - Também anteontem, uma operação conjunta das polícias Federal, Militar e Rodoviária Federal resultou na apreensão de 86 quilos de maconha. A droga estava escondida em dois pneus-reserva do caminhão Wolksvagen branco, de placa BYC-3636. O flagrante aconteceu no KM-25, da BR-428, em Cabrobó, Sertão do Estado. Três homens foram presos, entre eles o índio da tribo Truká Carlos Jardiel de Barros Dantas, 25. Segundo a PF, ele se aproveitava da condição de ser índio e de morar em uma reserva na Ilha de Assunção para participar de assaltos e tráfico de drogas. "A Polícia somente pode entrar na ilha com mandado judicial ou acompanhada de um representante da Funai", esclareceu Damázio. Carlos Jardiel também foi indiciado por manter em casa uma pistola calibre 9 e um revólver calibre 38. Além da droga e das armas, foram apreendidas uma moto e munição.

  Também foram presos Edvan Goes Bium, 30 anos, que dirigia o caminhão, e Josenilson Carvalho da Silva, 32. A maconha foi descoberta através de um cão farejador da PF. O produto deveria ser entregue na cidade de Sobral, no Ceará. Segundo a Polícia, a prisão dos três acusados possibilitou a quebra de uma quadrilha que atuava em Cabrobó, na Ilha de Assunção.


Leia Mais...

Produtos falsificados







 

 
 
Sua Opinião


Copyright 2001 - Pernambuco.com

Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo
desta página sem a prévia autorização.
diario@dpnet.com.br